Igreja Agora, Igreja Amanhã

Igreja Agora, Igreja Amanhã - post

Quando pensamos em nossa comunidade de fé, precisamos pensar e agir como Igreja agora, Igreja de amanhã. Ou seja, ter visão para agir hoje, no contexto presente e em todas as áreas de influência da sociedade, mas com vistas ao que queremos para o futuro.

Porém, também é preciso levar em conta as crises durante a jornada. As previsíveis e as nem tão previsíveis assim.

Então eu pergunto: A sua comunidade é direcionada por uma visão que supera crises, ou por crises que paralisam a visão? 

Somente em momentos difíceis como o que vivemos agora, é que somos desafiados a pensar nestas perguntas. No entanto, crises podem produzir igrejas melhores ou igrejas estagnadas.

Eu e uma equipe de capacitadores, consultores e palestrantes temos o privilégio de ajudar igrejas e denominações em todo o Brasil. E em momentos como este que estamos vivendo, ouvimos respostas completamente opostas para estas perguntas. 

A crise vai ditar o ritmo da igreja?

Recentemente ouvi um pastor de uma grande igreja dizer: “Estamos precisando fazer um plano estratégico para a igreja, mas vamos parar tudo agora e esperar a crise passar”. 

No entanto, na mesma semana, me reuni com os líderes de uma outra igreja que disseram: “A hora é agora. Queremos continuar executando a visão que Deus nos deu e termos planos para superar a crise e sermos melhores depois dela”. 

Além de ouvir pastores pessoalmente, elaboramos uma Pesquisa com Pastores e Líderes da Igreja Brasileira que nos permitiu entender como os pastores e líderes tem enfrentado o momento difícil que vivemos, além de saber mais sobre o perfil e pra onde a igreja do futuro vai caminhar.

O que é certo é que a igreja que não entende que seu papel é para ser cumprido independentemente das crises do mundo, pode acabar caindo na armadilha de seguir as tendências do mundo. 

Muitos alegam que a igreja se mundanizou pois passou a seguir suas tendências, como na música, nas roupas, e em diversas outras áreas. No entanto, mundanizar a igreja é deixar que as tendências e crises do mundo ditem qual o ritmo de avanço ou paralização ela terá. 

É inquestionável que muitas igrejas perderam arrecadação pois as pessoas estão desempregadas. No entanto, como disse o Dr. Shedd “a obra missionária e a igreja não se fazem com dinheiro apenas, mas com visão.” 

Então lembro-me que um dos maiores congressos de jovens que já liderei, aconteceu em 1993. A inflação batia na casa dos 40% ao mês. Muita gente dizia que não ia dar certo. Desse congresso, chamado Despertar, participaram quase 10.000 pessoas de todo o Brasil. Como resultado, cerca de 1.000 jovens se tornaram pastores e missionários e estão espalhados hoje pelo Brasil e pelo mundo. 

Firmeza em meio às adversidades

A igreja de Cristo surgiu em meio a um mundo em crise e falta de esperança, superou dois mil anos de dificuldades, guerras, perseguições e heresias. 

Nenhuma igreja é firme por acreditar tão somente na sua capacidade. A firmeza advém do fato de acreditar que o Espírito Santo a está fortalecendo para transformar o mundo. Neste sentido, o ensino da igreja precisa ir muito adiante da crise e oferecer opções para as pessoas que estão sendo engolidas pelas adversidades.

Muitas comunidades definem suas estratégias conforme a intensidade da crise. A estratégia da igreja não pode depender de coisas passageiras. A sua existência está associada com a persistência e com as coisas duradouras. 

Parafraseando as Escrituras, a igreja que permanecer firme até o fim será salva, não porque a salvação é o prêmio da firmeza, mas porque a firmeza é o carimbo de uma igreja que olha somente para Deus em meio à crise”. 

Firmeza não é apenas para os tempos de crise. Uma crise pode desaparecer diante da firmeza, mas a firmeza nunca pode desaparecer diante de uma crise. 

Estamos vivendo uma crise que parece mais firme e duradoura do que as soluções que temos à mão. Portanto, a igreja precisa ser firme em sua visão. 

seguir avançando

A melhor opção que uma comunidade tem diante da adversidade é avançar, pois é ela que tem as respostas para o Brasil superá-la. Afinal, sua igreja é direcionada por uma visão que supera crises, ou por crises que paralisam a visão?

Sabemos que Pastores e líderes de igrejas estão enfrentando algumas das circunstâncias mais inesperadas e difíceis em nossa história e a maneira como nossas igrejas operam e lideram foi virada de cabeça para baixo, mas a esperança está viva. 

Pensando em todo esse momento e a fim de trazer esperança e inspiração para as igrejas do nosso país, a Envisionar decidiu “não parar” e servir a igreja brasileira organizando juntamente com a Life.Church, e o Global Leadership Network o evento: IGREJA AGORA, IGREJA AMANHÃ. 

A igreja de amanhã está sendo forjada agora, no meio da crise, do fogo e da tempestade. Sua igreja está pronta para o futuro? 

“Não é sobre o que vamos falar, mas principalmente sobre o que vamos fazer em meio à esse momento tão desafiador”. 

Portanto, durante este evento, nos reuniremos para entender até onde chegamos agora e como seguir em frente, juntos, para o que Deus tem reservado para a próxima Igreja.

Os palestrantes abordarão algumas das questões mais fundamentais sobre o que estamos enfrentando ao liderar a Igreja hoje e no futuro.

Inscreva-se para o Igreja Agora, Igreja Amanhã

Qual será o conteúdo?

Josué Campanhã – Como consultor e estrategista de igrejas e denominações nos últimos 25 anos, Josué apresentará dicas praticas para pastores e líderes avançarem para o futuro. Além disso, sua experiência por mais de 15 anos como pastor em igrejas grandes, o habilitam hoje a mentorear e ajudar pastores e líderes a criarem soluções para mudanças transformadoras. Sua abordagem indicará processos que a comunidade precisa iniciar hoje para construir o futuro.

Entrevista com Michael Todd – aprenda como buscar inspiração e compartilhar ideias para continuar a alcançar a geração emergente. Você será inspirado e motivado a pensar como o evangelismo pode ser alavancado em 2021 e no futuro, como as mídias sociais podem ser usadas positivamente nesse processo e como as igrejas podem criar entusiasmo à medida que trazem seus membros de volta às reuniões presenciais.

Palestra de Craig Groeschel – Alguns estimam que 50% dos frequentadores da igreja não estão voltando para cultos presenciais. Os líderes e suas equipes estão lutando para encontrar um terreno estável em um mundo onde o futuro muda a cada minuto. Craig desafia os líderes da igreja a permanecerem otimistas e cheios de fé no fato de que a igreja está viva e tão vital hoje como em qualquer época da história. 

Prepare-se para ser inspirado e equipado para liderar sua igreja e ministério em dias mais produtivos, significativos e eficazes.

Posts Relacionados

Deixeum comentário