Como formar e engajar uma nova geração de líderes

Como formar e engajar uma nova geração de líderes

Uma dúvida que sempre ouvimos por aqui é como formar e engajar uma nova geração de líderes. Há uma grande mudança geracional em andamento. Os mais jovens em sua maioria pensam, aprendem e se comunicam de maneira diferente das gerações anteriores. E assim, temos a questão: Como formar e engajar uma nova geração de líderes? A princípio, isso significa que os líderes mais velhos devem construir um planejamento sucessional, identificando e apoiando o desenvolvimento de novos potenciais de liderança. 

Dados e Pesquisas apontam para a importância da capacitação de líderes

A Harvard Business Review revela que 70% das empresas familiares duram apenas uma geração, ou seja, apenas 3 em cada 10 empresas passam da primeira geração. A revista Forbes afirma que 50% das lideranças não sobrevivem à transição da segunda para a terceira geração. 

Além disso, o Bayer Center for Nonprofit Management da Robert Morris University diz que o setor sem fins lucrativos enfrenta uma crise à medida que a safra atual de baby boomers* que estão em posição de liderança se prepara para sair do mercado de trabalho.

Do mesmo modo, há um outro estudo que revela como a América corporativa está enfrentando dois grandes problemas. Os baby boomers estão se aposentando, deixando a maior lacuna de liderança da história e a nova geração não está equipada para assumir. Em outras palavras, muitos não têm as habilidades para colaborar, construir relacionamentos, assumir riscos, desenvolver um bom trabalho em equipe, comunicar-se com eficácia e pensar estrategicamente. 

Uma urgência premente

Seja como for, essas pesquisas nos direcionam para um fato evidente, existe uma urgente necessidade de capacitar uma nova geração de líderes. Podemos também presumir que os resultados das pesquisas, não necessariamente afetam todas as igrejas locais, por outro lado, elas sentem ecos dessas transformações globais. Nesse contexto de mudanças rápidas, precisamos ter ações conscientes porque estamos contribuindo no preparo e desenvolvimento de uma nova geração de líderes que são responsáveis em conduzir a igreja nesse tempo e para o futuro.  

Os estudos atuais apontam para nós que, o maior serviço que podemos oferecer nesse processo de transição e capacitação, é que devemos nos preparar urgente para um ponto de encontro na comunicação entre as gerações. 

A bíblia mostra o cuidado de Deus para com as gerações

A bíblia nos mostra que o nosso Deus é um Deus de gerações. Deus de Abraão, Isaque e Jacó. O evangelho inicia com as gerações até o nascimento de Jesus Cristo. A bíblia mostra que uma geração contará a outra, os poderosos feitos do Senhor. Diante disso, não podemos brincar na formação e preparo de novos líderes. 

Em mais de 20 anos ajudando pastores a formar novos líderes, descobrimos que existem 4 atitudes importantes que todo o pastor precisa ter para obter sucesso nessa missão.  

1. Ofereça a eles a oportunidade de uma caminhada discipular

Não podemos mais abrir mão de uma jornada como essa. Formar e engajar uma nova geração de líderes tem a ver com investimento nos relacionamentos. Mostre a eles o significado de uma liderança centrada em Jesus. 

2. Crie um espaço seguro

É importante construir um espaço seguro, onde ele possa ser verdadeiro. Onde não tenha insegurança de compartilhar seus medos, lutas, desafios e crises. É preciso criar espaços com segurança psicológica, como afirma Amy Edmondson em sua palestra no Global Leadership Summit “a segurança psicológica acontece quando as pessoas se sentem seguras para expressar suas ideias, ainda que incompletas, quando podem assumir, discutir e aprender com falhas, fazer perguntas e pedir ajuda, ou seja, é a segurança para se expressar, interagir, aprender e pertencer”.   

3. Dê feedback produtivo

Você precisa compartilhar feedback honesto nesse processo de formação de novos líderes. A comunicação eficaz e verdadeira é crucial no processo de equipar pessoas. Elas precisam saber se estão evoluindo, crescendo, ou se são medianos. Você também deve desejar o feedback porque é sua ferramenta para se desenvolver. Craig Groeschel diz que as pessoas não são resistentes à mudança, mas elas resistem à forma como tentamos mudá-las. Se o feedback é assertivo, pautado no relacionamento e nas oportunidades de melhoria, a chance de aceitarem as mudanças será muito maior. 

4. Desenvolva sua equipe

Nesse meio tempo, procure criar margem no orçamento de sua igreja ou instituição para o investimento e desenvolvimento de liderança através de cursos, conferências e treinamentos diversos. As pessoas querem se envolver em projetos onde se sintam úteis, valorizadas e onde seus talentos naturais podem ser colocados em ação. Para isso, elas precisam descobrir quais são esses talentos, qual a sua missão e precisam sentir que há oportunidades de desenvolvimento. Nesse sentido, programas de Capacitação oferecem esse espaço pra uma equipe em desenvolvimento e ascensão. 

Agora que você já sabe que atitude precisa ter para desenvolver os líderes de uma nova geração convido você a baixar gratuitamente o nosso guia completo: “Um Guia prático para formação de líderes”. Clique aqui

São muitos os benefícios produzidos quando investimos em novos líderes. Ao passo que investimos, eles se tornam relevantes e pioneiros em captar e entender o cenário que estão situados, oferecendo respostas ao coração das pessoas.  

Investir é preciso

Por fim, qualquer estratégia que ignore o investimento saudável ao médio e longo prazo na geração atual de líderes está fadada ao insucesso e falta de relevância para nova geração.  Qualquer estratégia de médio e longo prazo que não inclua um investimento saudável na geração atual de líderes carece urgente de uma mudança.  

Jesus liderou e contou uma história com Sua vida e Deus ainda está contando a história, também, através da liderança de cada um de nós. 

Conte para nós nos comentários:

  1. Você, já tem um plano de formação de líderes para o mundo pós pandemia?
  2. Você está investindo em líderes que serão relevantes para a nova geração?
  3. O que sua igreja faz hoje para formar líderes?
  4. Quais dificuldades você tem enfrentado na formação de novos líderes? 

*Baby boomers: geração nascida entre 1946 e 1964. Fonte Wikipedia

Posts Relacionados

Comentários (1)

Formar liderança para a próxima geração é muito importante. Quero receber mais informações.

Deixeum comentário